Para fazer crescer o seu negócio, você precisa “furar a bolha” da cultura de administração de problemas, e experienciar a exploração de uma gestão de inovação e resultados.

Pense nisso!

Você costuma conduzir avaliações de desempenho, com a sua equipe?

Ser capaz de medir o desempenho e a performance da nossa empresa, ajuda-nos a definir estratégias mais adequadas, e realizar os ajustes necessários no planejamento, para viabilidade dos resultados pretendidos. Nesse processo, a participação da equipe, é fundamental, para uma compreensão, extensiva, do cenário.

A equipe, a partir das suas vivências, é capaz de oferecer insights de diversos pontos de vista. Engajá-la na avaliação de desemprenho, é fundamental para uma análise mais assertiva. Isso aumenta a conscientização da importância do papel que cada um tem na obtenção dos resultados, e na boa performance da empresa. Além de acrescentar uma sensação de pertencimento, e incentivar o fortalecimento da cultura organizacional.

Para envolver a sua equipe , é preciso a definição clara dos parâmetros de avaliação, com o desenvolvimento de um sistema que seja compatível com a sua forma de operar, e com os processos instauradas na empresa.

Vem conhecer algumas dicas para a realização de avaliações arrastando para o lado!

Você tem percebido uma mudança de clima na sua equipe?

O time é um dos termômetros mais importantes para avaliar a atuação, e o estado da nossa empresa! É imprescindível acompanhar, não apenas os resultados da equipe, mas também a forma como eles estão se sentindo no seu cargo, e na empresa.

E, um dos sintomas mais nítidos de alteração, é a desmotivação, que costuma ser sinalizada por atrasos, faltas constantes, queda na produtividade, silêncio, falta de engajamento , clima de animosidade e reclamações.

A desmotivação da equipe é um problema delicado, que deve ser encarado com seriedade pelos gestores.

Quer conhecer as principais causas que podem levar a desmotivação de sua equipe? Desliza pra o lado!

Você tem celebrado os reinicios?

Chegamos ao fim da primeira semana de Agosto, e estamos, oficialmente, de volta à rotina!

É o momento de nos lembrarmos de toda a alegria que os inícios carregam; com a promessa de novos ciclos, oportunidades, experiências inéditas, chances de crescimento, novos desafios instigantes, e projetos.

Tão importante quanto celebrar conquistas, é se alegrar pela nova estrada que surge e pelos lugares, em potencial, que se abrem para você. A sua atitude, fará toda a diferença, na caminhada!

Leve consigo: entusiasmo, alegria, garra e força de vontade, para tudo o que for fazer. Reconheça suas conquistas (mesmo as menores), e abra espaço para a gratificação por: um dever cumprido, aprendizados vivenciados, adversidades superadas.Tenha orgulho das novas oportunidades!

Pode até ser verdade que o “tempo passa rápido”. Mas quando ele passar, que tenha sido testemunha, de todas as vivências a que você se proporcionou, e toda a ousadia a que se permitiu.

Reiniciando em 1, 2, 3, e já…


O segundo semestre está logo aí! E os seus objetivos, como estão?

Realizar um planejamento é essencial para a criação de um curso de ação voltado ao desenvolvimento e crescimento de seu negócio. Mas não adianta ter feito tal “planner” sem manter um controle das etapas de implementação x os resultados obtidos. Pior ainda, é transformá-lo em uma mera declaração de intenções, mantendo-o, inalterado, no fundo de uma gaveta.

É certo que o estado dinâmico do mundo, nem sempre nos permite seguir à risca um planejamento. Requer uma capacidade de mobilidade para adaptar, o que for necessário, ao alinhamento do futuro de seu negócio. É uma movimentação para responder aos imprevistos e aproveitar oportunidades inesperadas.

Por isso é preciso fazer, ao longo do ano, uma série de “balanços” dos seus objetivos com a finalidade de compreender onde houve acertos; verificar que estratégias deram certo; identificar o andamento das metas; e avaliar sobre a pertinência das mesmas, no cenário atual do seu negócio!

Esses “checkpoints” nos oferecem a oportunidade de realinhar a trajetória, afinando os objetivos, reajustando prazos e fazendo a manutenção das metas. E, para lhe ajudar nesse processo, preparei algumas dicas, arrasta para o lado para conhecer!

Posso me sentir preparado, ter os motivos certos, e compreender o universo de conquistas que posso vivenciar.

Mas, para transformar essa consciência, em resultado, o caminho chama-se ATITUDE!

Você já está pronto para retornar ao trabalho depois das férias?

O descanso é um período essencial; ele nos ajuda a relaxar e nos restabelecer, para retornar ao trabalho renovados e descansados. Acontece que, nem sempre a hora do retorno é tão fácil!

Após dias de pausa e mudança de atividades, a hora de retomar a rotina pode vir acompanhada de sentimentos negativos como a ansiedade. Isso acontece justamente porque nem sempre nos preparamos para retornar.

É preciso lidar com essa transição de forma paciente, e tendo em mente que, assim como qualquer processo de mudança, será necessário algum esforço para que você se realinhe com o mindset de trabalho e volte para a sua produtividade normal.

Mas esse processo não precisa ser sinônimo de algo ruim! Pelo contrário. A volta das férias pode nos apresentar a oportunidade perfeita para encarar os desafios de forma renovada, e com uma nova perspectiva.

Quer conhecer algumas dicas para a hora do retorno? Arrasta para o lado!

Quer algumas dicas para realizar a sua autoavaliação?

A autoavaliação é uma ferramenta poderosa para potencializar o seu crescimento pessoal e profissional; e, a chave para uma boa análise, é saber realizar as perguntas certas!

Para te ajudar a iniciar e/ou potencializar esse processo, separei algumas perguntas que poderão lhe ajudar na identificação do seu estado atual de resultados, e em que cenário em que eles estão acontecendo.

Pegue papel e caneta, arraste para o lado, e dê inicio ao seu processo!


Afinal, não é possível continuar a agir sem olhar para aonde se está indo! Atuar sem a compreensão da nossa real situação, pode nos levar a resultados ineficientes, perda de oportunidades e frustração.

Você tem tirado um tempo para se avaliar?

A autoavaliação é um processo que requer que você se convide para uma conversa honesta, sobre a forma como tem pensado, sentido, agido e visto suas ações e resultados. É a construção de um diálogo, que ocorre no tempo presente, para que você possa gerar alinhamentos ao tempo futuro.

É o exercício de parar e pensar sobre nossas características, qualidades e defeitos, e usar o resultado da avaliação para buscar transformação e crescimento pessoal. O fato de avaliar suas ações, aumenta sua capacidade de aprendizados e geração de novas soluções.

Está esperando uma oportunidade para isso? Como diria a música: … “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”…

Que tal abrir um espaço no seu “planner”, e se presentear com esse momento?


É um fato que, por diversas vezes ao longo da vida, iremos nos confrontar com a necessidade de mudança. Mas como seria possível ( independente da forma como já reagimos atualmente) nos tornarmos mais abertos às mudanças?

A chave para isso esta na mente!Somos dotados de uma determinada “configuração mental” que rege boa parte das nossas interações. O famoso mindset é a forma com a qual enxergamos o mundo através do nosso padrão de valores e crenças; impactando significativamente em nossas ações.

Segundo a psicóloga Carol Dweck, transitamos entre dois principais tipos de mindset: o fixo e o de crescimento, esses dois formatos possuem formas distintas de respostas à adversidade e à necessidade de mudança.

Em uma mentalidade fixa, existe a crença que não é possível desenvolver novas habilidades, e seu grande foco é nos resultados; fazendo com que a mudança seja enxergada como um desafio que não pode ser conquistado,gerando frustração e sensação de incapacidade.

Enquanto que, em uma mentalidade de crescimento, o foco está na ação. As mudanças e problemas são vistos como oportunidades para geração de aprendizado; mesmo que haja riscos e falhas. A frustração surge quando existe a passividade em relação à adversidade.

Ao longo da vida transitamos entre os dois tipos. Mas é possível, ativamente, desenvolver o mindset de crescimento para potencializar nossa resposta à mudança, e gerar um comportamento positivo frente às adversidades!

O primeiro passo é estar consciente do seu padrão de comportamento nos momentos em que reage com um mindset fixo. Em seguida, se pergunte quais os gatilhos que desencadeiam essa resposta. E, por fim, busque, conscientemente, ter atitudes que lhe colocam em contato com novas formas de pensar e exercitam outras formas de agir.

Arrasta para o lado para conhecer algumas atitudes que vão te ajudar a mudar de mindset!

Você já parou para pensar em como você lida com as mudanças?

O mundo é dinâmico e sempre em evolução. Constantemente somos confrontados com novas tecnologias, produções culturais, novas formas de se comunicar, dinâmicas sociais…

Se adaptar às mudanças, não é apenas uma questão de estar aberto ao novo, é um fator definitivo para continuar interagindo com o mundo de forma relevante e ativa; ao invés de se tornar um mero espectador inconformado.

A forma pela qual respondemos a essas novas realidades, pode trazer insights sobre a nossa capacidade adaptativa. Você se empolga e aceita o desafio de aprender? Fica aguardando e observando a forma que os outros reagirão? Cria barreiras à sua adaptação? Resistência ou acomodação?

Responder essas perguntas, nos oferece um norte para traçar as estratégias necessárias para transformar o processo de mudança em uma chance para desenvolver oportunidades, trabalhando a sua habilidade de adaptação!

Que tal aproveitar o momento atual para refletir e incentivar o seu contato com o novo, desenvolvendo novas realidades aplicáveis ao seu cotidiano e trazendo atualização e relevância para a sua atuação?

Que tal acrescentar conhecimento nas suas férias?

A leitura é um hábito que nos enriquece, ao nos acrescentar conhecimento, e abrir as portas para novos mundos e vivências!

E dentro do universo do empreendedorismo não haveria de ser diferente. Por isso, esteja você fisicamente viajando, ou curtindo as férias relaxando em casa, separei 3 livros inspiradores que lhe convidam a desenvolver a criatividade e a pensar fora da caixa.

-Criatividade S.A.: No livro, Ed Catmull - um dos fundadores do estúdio Pixar, relata a trajetória impressionante da empresa que revolucionou o mercado de animação através da inovação e criatividade.

-Roube como um artista: Já se perguntou como os artistas se mantem sempre criativos? Nesse livro bem humorado, o autor Austin Kleon ensina que a criatividade é uma habilidade que pode e deve ser trabalhada, e como inovar a partir da observação.

-A Bíblia da Inovação: Neste livro os autores Fernando Bes e Philip Kotler, abordam diversas formas e estratégias para fomentar a inovação em várias frentes; juntado teorias e práticas para uma atuação contemporânea e uma gestão inovadora.

E você? Conhece alguma leitura inspiradora que te fez pensar de forma diferente? Compartilha aqui!

Qual foi a última vez que você aprendeu algo novo?

É comum que, durante a correria da rotina, entremos em uma espécie de piloto automático, focando em potencializar o uso do nosso tempo e responder de forma eficiente aos compromissos que temos.

Utilizado como uma forma de otimizar o dia-a-dia, esse comportamento de um agir “automatizado”, acaba nos colocando em uma trajetória de atuação que, tende a favorecer o conhecido, e deixa pouco espaço para explorar novas soluções, conhecimentos, apreensões cognitivas.

E, é quando percebemos isso, que precisamos nos questionar sobre o como anda a nossa capacidade de descobrir, o que está além da nossa zona de conforto.

Aprender coisas novas, deve ser uma prioridade! É a chave para se manter em desenvolvimento, gerando atualização, e enriquecendo o repertório sobre diferentes e diversas áreas de conhecimento.

Além disso, é comprovado que, aprender algo inédito, estimula a saúde cerebral, alterando a sua plasticidade ao criar novas conexões, e fortalecer ligações!

E se a rotina costumava apresentar desafios pelo seu tempo de ocupação; porque não aproveitar o período de férias, e se oportunizar novas descobertas?

Talvez seja a sua hora de aprender uma nova língua; estudar aquela área do conhecimento, que você tem curiosidade; experimentar um novo esporte; começar o hobby que sempre quis!

As férias nos apresentam uma oportunidade de quebrar hábitos e repensar como usamos o nosso tempo, quando estamos livres de algumas obrigações. Mas como você reage a quebra da rotina?

Apesar do período de férias ser um desejado momento de descanso, a repentina liberdade e mudança na rotina, pode trazer uma certa confusão e sensação de estar “a deriva” , desperdiçando o seu tempo, o que pode acabar gerando sentimentos de ansiedade e desconforto.

A realidade é que nem sempre sabemos lidar com o tempo livre, e acabamos cultivando uma sensação de culpa originada de uma cobrança pessoal de sempre estar produzindo!

É importante compreender que temos o direito de aproveitar o descanso; e que ele é um período tão útil quanto o momento de atividades!

A chave para lidar com isso, pode ser criar estruturas na sua nova rotina que lhe permitam preencher o tempo com atividades que agreguem ao seu momento. Defina um período para passeios, para aprender algo que sempre quis, para conviver com as pessoas que você gosta, atividades que lhe tragam bem-estar e mais importante: um tempo para curtir o ócio.

Mas não se esqueça que essa delimitação é super flexível, e que ela existe para lhe guiar, e ajudar a aproveitar o seu momento livre. Evite transformá-la em uma série de compromissos. Curta o seu momento!

Que tal uma dica para aproveitar durante as férias?

As indicações de hoje, trazem filmes super leves e divertidos que proporcionam insights e reflexões que podem ser aplicáveis na sua jornada empreendedora.

Vem conhecer!:

-Chef: O renomado chef Carl Casper, inicia uma jornada em busca de recuperar o seu propósito, explorando novos tipos de negócios e se permitindo realizar o que mais ama fazer, de formas inusitadas. Além da coragem de iniciar novas empreendimentos, o filme nos mostra o poder de um marketing pessoal.

-Bee Movie - A história de uma abelha: Uma abelha questiona o seu papel no tradicional sistema de trabalho da coméia em que vive e promove uma verdadeira revolução. Para incentivar a busca por inovação e a resolução de problemas.

-Uma manhã gloriosa: Becky Fuller é uma produtora de televisão que, após ser demitida do antigo emprego, enxerga uma oportunidade ao encarar o desafio de revitalizar um noticiário matinal. Lidando com personalidades fortes e diversos obstáculos, Becky demonstra a importância da resiliência e inventividade na criação da sua visão de longo prazo.

-Walt antes de Mickey: retratando a história do fundador de uma das maiores empresas de entretenimento, o filme nos mostra o papel da criatividade e da força de vontade na produção de algo inovador e grandioso, apesar dos desafios e dificuldade.

A solução perfeita para quem, mesmo de férias, deseja se divertir sem abrir mão da criação de valor e do desenvolvimento ! Prepare a pipoca e aperte o play!

Você se sente trabalhando, mesmo nas férias?

No meio do seu descanso, sente que continua constantemente resolvendo problemas, não consegue se distanciar do celular, e ao invés de relaxar fica mais ansioso!?

Essa situação acaba sendo muito comum na vida dos empreendedores, que sentem a responsabilidade de responder pelo seu negócio, o tempo todo. Mas, salvo algumas situações realmente emergenciais, esse comportamento aponta para alguns problemas organizacionais.

Para nos oportunizarmos esses momentos de descanso, precisamos ter nos programados. Pois, a falta da devida organização, pode comprometer o proveito que poderíamos ter nesse período.

Sendo assim, algumas atitudes são importantes:

1-Planeje com antecedência: Assim é possível ter tempo, suficiente, para organizar as suas tarefas, agendar atividades importantes e preparar a empresa para o momento da sua ausência.

2-Resolva pendências: Com 1 mês de antecedência, é aconselhável fazer um levantamento dos assuntos em que sua presença é necessária e agir neles. Também é importante programar pagamentos e organizar documentações.

3-Prepare a equipe: Aponte um colaborador para auxiliar na liderança e oriente a divisão de tarefas, estratégias e fluxo de trabalho na sua ausência.

4-Comunique: Certifique-se de avisar sua equipe, clientes e fornecedores do seu período de ausência; e oriente-os de como proceder a comunicação com você, durante esse período. Seja claro na definição de barreiras.

O seu momento de descanso é importante; aproveite! Não se esqueça que ele também é essencial para o seu sucesso e qualidade de vida.

Você tem priorizado o seu descanso?

Tão importante quanto saber o momento de agir, é compreender que para seguir em frente, às vezes também é necessário parar! Apesar do que costumamos achar, é insustentável manter o corpo operando a todo o vapor.

Quando ignoramos as nossas necessidades, e seguimos em um ritmo acelerado e intenso de longas jornadas , acabamos desencadeando processos que afetam a nossa saúde, alterando nossa concentração, humor e provocando emoções negativas.

A síndrome do burnout, provocada pela exaustão física e mental, e geralmente ligada com o trabalho, vem crescendo exponencialmente, principalmente durante o momento da pandemia, afetando a trajetória de muitos profissionais.

É preciso que você inclua no seu planejamento pessoal, os espaços reservados para suas atividades de lazer, momentos com a família e práticas esportivas. Defina as suas prioridades, e não se deixe de lado!

O descanso não é um luxo supérfluo, mas sim uma necessidade para a manutenção da saúde, restaurar as energias, refrescar a mente, e oxigenar as ideais!

Como tornar o processo de aprendizagem mais eficiente?

Já salientamos a importância de se manter em busca de novos conhecimentos. Mas, para quem ainda não tem o estudo incorporado a sua rotina, isso pode ser desafiador; principalmente quando o assunto aborda algo novo.

E justamente, levando em consideração a forma de operar contemporânea, isso parece ainda mais provocativo. Pois, com os avanços tecnológicos e as mudanças vivenciadas a partir deles, passou-se a exigir uma tomada de decisão cada vez mais célere e, consequentemente, a necessidade de um preparo, cada vez mais consistente.

Pensando nesse cenário de desenvolvimento e aprendizado, o autor e CEO David Hoffeld sugere 3 dicas para otimizar o aprendizado e evitar um gasto de tempo desnecessário.

1-Aprenda em doses curtas: O seu cérebro tem mais chances de fixar algo na sua mente quando o aprendizado é realizado em pequenas sessões que se repetem regularmente, do que uma única longa sessão. Esse fenômeno é chamado de “efeito de espaçamento”.

2- Estimule o núcleo basal: Para dominar um conhecimento de fato, é preciso ir além do foco da compreensão do assunto. É preciso que você seja capaz de fazer conexões desse conteúdo com o seu uso e prática. Isso requer que você pratique uma aprendizagem por repetição; pois a cada novo contato com o tema, novas percepções de aprendizagem.

3- Capacidade de atenção: Manter a atenção máxima ao que estamos aprendendo, é chave para absorver a totalidade do assunto. Esse é um grande desafio na modernidade, com as suas inúmeras e presentes distrações tecnológicas, e celeridade de mudanças. Uma alternativa apontada é o que os neurocientistas chamam de “microaprendizado”: quebrar as sessões em períodos bem curtos, mas realizadas com foco total naquilo.

E você? Tem alguma técnica de aprendizado que funciona bem? Compartilha aqui!

Pois não se trata de não saber ler mas de ser necessário interpretar o mundo!

Para isso, é fundamental que você possa vivenciar novas percepções. Desaprender o que não tem mais sentido. Aprender o que não sabe. Reaprender o que você quer saber mais!

Experimente, por exemplo, escolher um tema de seu interesse, e se faça as seguintes perguntas:
O que sei sobre isso?
O que eu precisaria saber mais?
Como aprender mais?

A maior descoberta é que, nesse processo de recontextualizar sua aprendizagem, estará se oportunizando novas conquistas pessoais!

O que origina equipes de sucesso?

Com o mercado cada vez mais competitivo, ter a equipe certa pode ser o fator diferencial para alcançar o sucesso!

E para criar equipes capazes de responder às constantes mudanças do atual cenário, dinâmico, em que atuamos, é necessário valorizar os talentos que você possui, investindo em capacitação e atualização.

Investir no desenvolvimento da sua equipe, resulta em um time mais preparado para lidar de forma inovadora com os desafios e a celeridade de mudanças; e revertendo isso a um aumento de desemprenho e performance, como um todo.

Os seus benefícios podem ser enxergados em todos os níveis da organização, impactando desde a formas de comunicação até na promoção da criatividade; oportunizando momentos para crescimento e expansão.

Além disso, essa atitude é capaz de reforçar o compromisso da organização com os seus colaboradores, gerando maior engajamento e sensação de pertencimento a companhia; ajudando na retenção de talentos e no clima geral da empresa.

Fique atento: Você, líder, tem o dever de olhar para o seu time e ser o facilitador de oportunidades de desenvolvimento!

Mostrar mais antigos
Donadelas

Aqui é o seu espaço. Fortaleça sua marca, aprenda com a experiência das outras empreendedoras, partilhe suas vivências e faça ótimos negócios em Donadelas!